Quais Benefícios a Luteína Traz para o Organismo Humano

A luteína é uma substância muito importante para o bom funcionamento de várias funções e de partes do organismo. Ela é um carotenoide, um pigmento encontrado em alguns seres vivos, como as plantas, e não é produzida naturalmente pelo corpo humano. Dessa forma, ela precisa ser consumida a partir da alimentação ou até da suplementação.

Este texto reúne as principais informações que você precisa saber sobre a luteína e seus benefícios para o corpo, bem como sobre sua suplementação. Aproveite a leitura!

Saiba quais os benefícios que a Luteína traz para o organismo

A luteína é uma substância que traz benefícios contundentes para o organismo humano, desde a saúde dos olhos até o combate de radicais livres e a prevenção ao envelhecimento precoce. Fazer o consumo adequado da luteína pode ajudar bastante no bom funcionamento do organismo e no combate a doenças. Veja abaixo alguns dos benefícios dela.

Diminuição de risco de Catarata

A Catarata, sendo um problema muito comum nas pessoas, pode ser evitada com o consumo adequado de luteína. Estudos mostram que essa substância, principalmente quando está associada à zeaxantina (outro tipo de carotenoide), diminui os riscos da doença aparecer. Isso se deve, sobretudo, às suas funções que garantem a integridade de estruturas que compõem os olhos.

Prevenção da degeneração macular

Ainda falando em saúde ocular, a luteína também é muito importante no processo de prevenção da degeneração macular. À medida que envelhecemos, a nossa saúde tende a ficar debilitada em vários aspectos. Isso também vale para o caso dos nossos olhos. A ingestão adequada de luteína, nesse contexto, pode dar mais saúde, por mais tempo, à nossa visão.

Isso acontece principalmente porque a luteína é parte fundamental da mácula, região que compõe a retina. Essa parte do olho tende a se degenerar com o passar do tempo e afetar sobretudo a nossa visão central. Boas doses de luteína, inclusive com auxílio de suplementação, pode ser uma boa saída para evitar ou retardar essa degeneração.

Auxilia na saúde da pele

A saúde da pele pode ser ajudada pelo consumo de luteína porque essa substância tem poderes antioxidantes. Isso faz com que as camadas superiores desse órgão estejam mais protegidas de danos causados por fatores diversos, como radiação UV, poluição no geral e até fumaça de cigarro.

Benefícios cardiovasculares

Ainda tendo como base suas ações antioxidantes, a luteína também é muito importante para a manutenção de uma boa saúde cardiovascular. A substância contribui, principalmente, no combate à formação de placas nas artérias.

Quais vantagens de tomar Luteína através de suplementos naturais?

As vantagens do consumo adequado da luteína são muitas. Como já dito nos tópicos anteriores, a saúde da visão é uma das coisas mais beneficiadas pelos efeitos do carotenoide. Mas ele também ajuda na prevenção de doenças graves, como o câncer, por exemplo, e também melhora a saúde da pele e do sistema imunológico das pessoas.

Entre as principais vantagens de consumir esse composto por meio de suplementos naturais está a disponibilidade. Por não ser uma substância que nós produzimos naturalmente, a luteína deve ser obtida a partir de elementos externos. Os suplementos podem ajudar bastante nessas horas, dado que muita gente não consegue ter um controle adequado da sua dieta.

Como consumir Luteína de forma saudável?

Alguns alimentos possuem boas quantidades de luteína. Laranja, limão, couve-folha, repolho, brócolis, alface e ovo são alguns exemplos comuns de serem encontrados no dia a dia alimentar das pessoas. Consumir esses alimentos é a melhor opção para quem quer ter um bom suporte dessa substância.

Mas, se for necessário fazer suplementação de luteína, o ideal, geralmente, é ingerir entre 15 mg e 20 mg por dia. A maioria das marcas desse tipo de suplemento costuma ofertar essa quantidade em uma única cápsula.

A Luteína possui efeitos colaterais?

Como tudo na vida, a má dosagem de luteína pode acarretar problemas e efeitos colaterais indesejados. A dosagem excessiva da luteína pode causar, até mesmo, efeitos opostos aos esperados, como o avanço de doenças oculares, por exemplo. Além disso, não existem estudos que mostrem quais os efeitos do consumo de suplemento de luteína em gestantes e crianças pequenas, de modo que o melhor é evitá-lo nesses casos.

De toda forma, o melhor sempre é procurar ajuda médica e ver o que seu profissional de confiança tem a dizer. Evite sempre a automedicação e busque aconselhamento de especialistas. Dessa forma, é possível evitar problemas futuros e garantir uma boa saúde dos olhos, da pele e também do coração.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.