Quer trabalhar no melhor escritório de coworking? Leve em consideração

Se você dirige seu negócio de casa e está pensando em montar um escritório de coworking, com certeza ficará confuso com a quantidade de opções que existem hoje no Brasil. Estima-se que mais de 70 locais deste tipo já operem no país, e a chegada de grandes players internacionais – como a WeWork – faz com que a oferta não pare de crescer.

Tomar a melhor decisão pode se tornar uma tarefa difícil se você não considerar as informações mais importantes. Afinal, adquirir uma associação em um escritório de cowork é um investimento e deve desempenhar um papel importante para atingir seus objetivos de negócios. 

Não se deixe levar apenas pelo brilho de uma marca, ou pelo comentário de um conhecido. Faça alguma pesquisa de campo, considere as seguintes variáveis ​​e leve seu negócio para o próximo nível.

  1. Defina o que você precisa em um escritório de coworking

Procura um espaço privado para reuniões com clientes importantes? Ou abrir salas para trabalharem juntos e fazerem novos contatos? Qual é o perfil do seu cliente e qual deve ser o dos integrantes do local? Qual orçamento você tem? Faça uma lista com todos esses dados, para ajudá-lo a fazer uma avaliação mais objetiva de cada opção.

  1. Faça um primeiro filtro online e através de seus contatos

Visitar cada escritório de coworking pode ser demorado e exaustivo. Pesquise online qual é a oferta dos locais que atuam na sua cidade, com as informações básicas que oferecem nos seus sites. 

Também é recomendável que você converse com outras pessoas que trabalham em um coworking e possam lhe contar sobre sua experiência real (claro, tome cuidado com os programas de referência, já que alguém poderia elogiar uma marca apenas para obter um desconto ou promoção).

  1. Faça visitas de reconhecimento

Assim que tiver uma lista filtrada de até cinco vagas, peça um tour pelas instalações e faça uma entrevista com o gerente ou atendente. Recomenda-se que você visite cada local em dias e horários diferentes, para verificar o ambiente e o fluxo de pessoas. Além disso, muitos espaços oferecem passes gratuitos de um dia, para que você possa trabalhar lá e testar a qualidade dos serviços. Não os desperdice.

  1. O meio ambiente

Para além do estado das instalações e do nível dos serviços, é fundamental que se verifique o perfil dos colegas de trabalho com quem vai viver todos os dias. Por exemplo, mesmo que um espaço lhe ofereça um grande desconto, esteja a poucos metros da sua casa, ou mesmo seja da moda, não adianta viver com a geração Y se você tiver uma empresa de médio porte que trabalha para pessoas com mais de 40 anos de idade. Além do mais, escolher o local errado pode afetar sua imagem, incomodar os clientes e até mesmo causar a perda de um negócio. Tenha cuidado!

  1. Pergunte sobre benefícios adicionais

Para atrair mais membros, esses lugares costumam oferecer acesso gratuito a workshops, eventos e até serviços de mentoria. A oferta é muito variada, e o que vai definir o que é mais conveniente para você é o estágio em que se encontra o seu negócio. Mas também o que você pode precisar no futuro.

Lembre-se, em troca do seu investimento, um escritório de coworking deve oferecer muito mais desde o início do que a possibilidade de trabalhar em um local bonito ou de fazer novos contatos.